Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/10/18 às 12h03 - Atualizado em 1/11/18 às 20h55

Codeplan apresenta à população acervo historiográfico do DF e Região Metropolitana

Termo de Recolhimento de acervo ao Arquivo Público é assinado na Codeplan

 

Foi assinado nesta tarde (05/9), na Codeplan, o Termo de Recolhimento do Acervo Historiográfico do Distrito Federal e Região Metropolitana ao Arquivo Público do Distrito Federal (ArPD) com a presença de autoridades em patrimônio histórico e cultural do Distrito Federal.

 

Seguindo a orientação do Arquivo Público do DF – instituição que abrigará as publicações -, no acervo estão catalogados e arquivados estudos estatísticos e técnicos de aspectos demográfico, social, econômico, geográfico, territorial, ambiental e urbano sobre o Distrito Federal e as regiões Geoeconômica e Metropolitana de Brasília, sendo a obra mais antiga a 1ª Edição do Relatório Cruls, de 1894, já transferida para o Arquivo Público.

 

O presidente da Codeplan, Lucio Rennó disse que a recuperação das obras, publicações, nasceu do esforço dos empregados. “Emociona-me a recuperação do acervo e, nesta ocasião, quero agradecer aos empregados, a todos envolvidos nesta luta, inclusive aos aposentados que deram sua contribuição para construir a memória da Companhia, bem como aos componentes da mesa, diretores e demais presentes”.

 

Elizabeth Alfinito, presidente da comissão do acervo, agradeceu a todos os servidores, às pessoas envolvidas. “Foi um trabalho exaustivo, intenso, que contou desde o início com a colaboração de todos, de um modo geral. São mais de 300 obras e cerca de 700 que estão ainda sendo trabalhadas”, afirmou. Ela citou três pessoas que tornaram possível hoje se falar sobre O Relatório Cruls: O Cruls que foi chefe do observatório nacional, no Rio de Janeiro, Laura Regina que esteve à frente do projeto em 1995 quando o relatório foi publicado pela Codeplan e, por último, o presidente atual da Companhia que teve a sensibilidade de instituir a comissão para recuperar o acervo.

 

Lucio Rennó destacou também o vanguardismo da Empresa ao publicar, na década de 90, Cadernos Codeplan e O Futuro do Trabalho, obras consideradas atuais, com rigor metodológico, resultado da competência do corpo técnico da empresa. “Essas publicações são apenas pílulas do que representa o acervo. A recuperação das obras estava entre as metas da Companhia e que a comissão constituída teve como objetivo localizar o acervo bibliográfico como parte do primeiro estágio do processo e, logo após, adotar as providências para a transferência para o arquivo a fim de que o público tenha acesso às publicações”, acrescentou.

 

“Tenho paixão por memória. O arquivo é como o nosso cérebro que tem que estar em uma posição de excelência”, afirmou a primeira-dama do DF, Márcia Rollemberg. Ela disse que se deve instituir um processo cíclico, precisa ser uma comissão permanente para continuar o processo de guarda da memória de uma instituição.

 

Estiveram presentes o secretário de cultura, Guilherme Reis, o superintendente do Arquivo Público, Jomar Nickerson de Almeida e a gerente administrativa, Lúcia Helena, representando o diretor da Biblioteca Nacional do DF, Carlos Alberto Ribeiro de Xavier.

 

Reportagem: Eliane Menezes, da Codeplan

Fotos: Toninho Leite, da Codeplan

 

 

Galeria de Fotos

 

CODEPLAN - Governo de Brasília

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br