Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/05/13 às 22h01 - Atualizado em 29/10/18 às 12h02

Codeplan divulga estudo sobre movimentos migratórios para o DF

Trabalho compara perfil demográfico no Distrito Federal de 1959 a 2010

A Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) divulgou, na manhã de hoje (6.5), estudo que trata da evolução dos movimentos migratórios para o Distrito Federal de 1959 a 2010. Elaborado pelo Núcleo de Estudos Populacionais – NEP, o estudo é o sétimo da série “Demografia em Foco”.

Segundo a pesquisa, diferentemente do que ocorria no período da construção da Capital da República, nas décadas de 1950 e 1960, quando o fator de atração eram os empregos na construção civil, hoje, os migrantes vêm atraídos pelas oportunidades de trabalho no setor público.

O saldo migratório sofreu variação de 8,5 pontos percentuais para menos, em 2010, em relação à década de 2000. Ao se analisar o saldo migratório do DF, segundo a naturalidade, houve uma queda no saldo migratório de nordestinos que, em 2000, era de 615.108 e passou, em 2010, para 533.259 mil. “Essa retração no saldo migratório de nordestinos para Brasília, provavelmente, é decorrente de melhores condições nos estados de origem”, afirmou o presidente da Codeplan, Júlio Miragaya.

Dos nascidos no DF que, em 2010, saíram com destino a outras regiões ou estados, 234.718 emigraram para Goiás, contra 153.748 procedentes dessa mesma Unidade da Federação. Essa diferença entre entradas e saídas levou a um saldo migratório negativo de 80.970 pessoas ou -10,5%.

Para o presidente da Codeplan, Goiás se revelou como o estado que mais recebeu naturais imigrantes do DF. Dos 57,6% de emigrantes que em 2010 entraram no Centro-Oeste, 56,2% se destinaram ao Estado de Goiás, seguidos pelo Sudeste e Nordeste. “Esse fenômeno vem ocorrendo provavelmente, também, em função da aquisição de moradia através do programa Minha Casa, Minha Vida, que tem um custo menos elevado em Goiás onde os terrenos são mais baratos do que no DF”, ressaltou Miragaya.

O estudo, baseado nos Censos Demográficos de 1959 a 2010, revela que nos primeiros anos da capital os imigrantes eram jovens e, em sua maioria, do sexo masculino, com baixa escolaridade.  “Em 1960, 62,2% dos habitantes eram homens. No período, a população era bastante jovem, com 43% na idade entre 15 e 29 anos,”, disse Mirna Augusto de Oliveira, responsável técnica pela pesquisa.

O diretor de Estudos e Políticas Sociais, Osvaldo Russo, disse que chegou a hora de se pensar não só em termos de Brasília, mas em todas as cidades. O Brasil tem uma população ativa bastante significativa. “Estamos vivendo um momento especial, de desafio brasileiro. Temos que nos apropriarmos desse momento, com investimento em pesquisas, em crescimento tecnológico e em educação”, ressaltou.

O gerente de Base de Dados, Jusçânio Umbelino, disse que a dinâmica migratória alterou-se ao longo das décadas. “O estudo assume importância na elaboração de políticas públicas, especialmente nas relacionadas ao crescimento populacional. Pelo estudo da demografia, pode-se enxergar como se comporta a economia”, vislumbrou.

Em 2010, o setor terciário detinha 86% das vagas disponíveis no mercado de trabalho. Nos grupos etários entre 20 e 49 anos, concentravam-se 79,7% dos empregados nas atividades terciárias.          

Enquanto há cinco décadas, no DF, o gênero masculino era maioria, em 2010 as mulheres perfaziam 52,2% do contingente populacional. A população nascida no DF também aumentou. Em 1960 representava 4,2% dos residentes enquanto, em 2010, somava quase 54% de brasilienses natos.

Finalizando, o presidente da Codeplan disse que o crescimento da população tende a ficar estável até 2040. “É importante ressaltar que Brasília já está apresentando comportamento demográfico comparado aos países de primeiro mundo”, arrematou Miragaya.

Confira a pesquisa aqui.

Texto: Eliane Menezes

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br