Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/03/14 às 21h23 - Atualizado em 29/10/18 às 11h49

População do Cruzeiro cresce apenas 1,3% em 2 anos

Na tarde desta quinta-feira (13), a Codeplan divulgou a PDAD 2013/2014 da Região Administrativa do Cruzeiro. Estima-se a população em 32.446 habitantes e o númetro de domicílios urbanos em 10.316.

Iraci Peixoto, economista e coordenadora da pesquisa, ressaltou que a baixa taxa geométrica de crescimento anual – 1,3% -, se dá porque o Cruzeiro, que se localiza em área tombada de Brasília, é uma região antiga e consolidada, com pouco espaço para crescimento. Júlio Miragaya, presidente da Codeplan, destacou o bom nível de qualidade de vida do bairro que é bem valorizado e “muito aprazível”.

Os dados da PDAD Cruzeiro também mostraram o crescimento das rendas domiciliar e per capita em relação a 2011 – R$ 8.072,78 (acréscimo de 8,83%) e R$ 2.677,70 (crescimento real de 17,53%), respectivamente. Cerca de 86% da população possuem automóvel e 32% têm bicicleta. O alto número de ciclistas é influenciado, provavelmente, pela boa estrutura de ciclovias. A predominância de domicílios com renda entre 10 e 20 salários mínimos mensais (39,41%) corrobora o alto poder aquisitivo da população local.

A população infantil é relativamente baixa: 13,32% são crianças. Idosos repesentam 17,29% dos habitantes do Cruzeiro. Quanto ao nível de escolaridade, os dados são animadores. Em relação à escolaridade, a RA apresenta um bom percentual de cidadãos formados no ensino superior: 31,65%. A taxa de analfabetismo é baixíssima: 0,07%. Carlos Alberto Reis, economista da Codeplan, mostrou-se otimista com os números e reiterou o papel fundamental do órgão no levantamento de dados educacionais, já que este setor é o mais importante para a sociedade. Outro fator positivo é a infraestrutura domiciliar completa de serviços universalizados de água, luz e esgotamento sanitário.

O Cruzeiro também possui boa estrutura comercial, entretanto alguns setores ainda dependem de outras regiões como o Plano Piloto, principalmente em segmentos de de roupas/caçados, cultura/lazer, alimentação e serviços gerais.

Jusçanio Souza, gerente da Base de Dados da Codeplan, trouxe a informação de que os moradores aprovam em 100% o sistema de coleta de lixo e outros resíduos, e que a proximidade entre Cruzeiro e o Plano Piloto proporciona um número alto de funcionários públicos – 42,7%.

A representante da Administração do Cruzeiro, Darly Máximo, apontou as diferenças entre o Cruzeiro Novo e o Cruzeiro Velho. Este último, segundo Darly, ainda possui traços de uma cultura interiorana, onde crianças e vizinhos convivem nas ruas, se encontram para convesar nas calçadas, enquanto o Cruzeiro Novo aderiu mais ao estilo devida das grandes metrópolis, onde os habitantes mantém um certo distanciamento da vida do bairro. Darly também destacou a efervescência das áreas de cultura e esporte, impulsionada por shows musicais e muitos campeonatos esportivos. Aproveitando o tema esportivo, e como curiosidade, o presidente Júlio Miragaya lembrou que o Cruzeiro é a região com maior percentual de cariocas dentro do Distrito Federal, e cerca de 80% da população torcem, evidentemente, para algum time de futebol carioca.

No debate aberto ao público, foram abordados, entre outros assuntos, o baixíssimo índice de violência do Cruzeiro, a alta densidade demográfica e a conveniência de se morar em um local seguro e bem estruturado.

Veja a pesquisa na íntegra aqui

Texto: Júlio Poloni 
Fotos: Ana Lúcia Barreto e Mauro Moncaio 

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br