Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/09/12 às 20h56 - Atualizado em 29/10/18 às 11h58

DF tem cerca de 200 mil idosos

DF200milIdososA Codeplan divulgou em 29 de setembro o estudo Perfil da População Idosa do Distrito Federal, que apontou cerca de 200 mil pessoas acima de 60 anos no Distrito Federal, números que aumentam significativamente. O evento contou com as presenças do Secretário Especial do Idoso, Ricardo Quirino, da Promotora de Justiça de Defesa da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência, Sandra Julião, dos diretores e técnicos da Empresa, representantes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda e  órgãos da imprensa.

 

Segundo o presidente da Codeplan, Júlio Miragaya, este é o primeiro estudo que trabalhou os dados do Censo Demográfico do IBGE  por Região Administrativa.

 

Para ele, no Brasil, de um modo geral, existe um preconceito em relação às pessoas idosas, ao contrário do que se observa nos países asiáticos em que alguns cargos públicos e/ou privados só são ocupados por pessoas acima de 60 anos, como os cargos de conselheiros. Aqui, ressaltou ele, ocorre o inverso e temos a chamada aposentadoria compulsória no serviço público, que obriga o servidor a se aposentar aos 70 anos.

 

Em 2000, o Distrito Federal tinha uma população de pouco mais de 2 milhões de pessoas, das quais 5,3% eram idosos. Em 2010, esse percentual era de 7,7%. As projeções para 2020 e 2030 são, respectivamente, de 10,4% e 14,9%. Para o país, o percentual de pessoas idosas é ainda maior, variando de 8,6% em 2000 para 10,8% em 2010. Estima-se que, no Brasil, em 2020, 13,7% da população serão de idosos, subindo para 18,7% em 2030.

 

Para o Secretário Ricardo Quirino, a pesquisa retratou bem o perfil do idoso no DF e será importante para a definição de políticas efetivas na área e diminuir as deficiências apontadas.   Sandra Julião, da Promotoria de Justiça, ressaltou a importância da realização da pesquisa, fundamental para se realizar qualquer trabalho, momento em que também destacou que em seus 12 anos atuando na área tem registrado como maior gargalo a violência doméstica e a questão da saúde mental.

 

Para o diretor de Estudos e Pesquisas Sociais, “o envelhecimento populacional vem se dando de maneira rápida e diferenciada por sexo, raça, grupo etário, renda, território. Além disso, ocorre num contexto de profundas transformações sociais e dos arranjos familiares, provocando ajustes de rumos nas esferas pública e privada. Tal situação implica oportunidades, problemas e desafios para a proteção social efetiva às pessoas idosas, no que se refere às políticas públicas e em relação à família”. Para ele, as políticas públicas devem estruturar-se para responder às demandas decorrentes deste fenômeno mundial, que possui recortes próprios no Brasil, tendo em vista sua formação histórica, econômica e social.

 

Confira a pesquisa, na íntegra, pelo link abaixo:

Perfil da População Idosa do DF

 

Ascom/Nilva Rios
Foto: Toninho Leite

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br