Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/03/18 às 15h51 - Atualizado em 29/10/18 às 12h14

O povo não come PIB

Júlio Miragaya
Conselheiro do Conselho Federal de Economia

 

Entre 1992 e 2014, segundo a FAO, órgão da ONU para a Agricultura e Alimentação, 203 milhões de pessoas deixaram a condição de subnutridos em todo o mundo. Mesmo assim, ainda são 790 milhões de pessoas passando fome em nosso planeta, demonstração de fracasso do sistema capitalista, que produz alimentos em profusão mas que não chega aos pratos de quase 800 milhões de pessoas, por não possuírem renda suficiente para adquiri-lo.

 

O Brasil foi o segundo país que mais avançou na redução da fome, somente superado pela China. Eram 22,5 milhões de brasileiros subnutridos em 1992, contingente que caiu muito pouco até 2002, para 19 milhões. A partir de 2003, contudo, com o programa Fome Zero, o número de pessoas subnutridas caiu para 3,4 milhões, ou seja, 15,6 milhões de brasileiros deixaram de passar fome. Estamos muito próximos de nos tornarmos um dos poucos países do mundo livres da fome, um feito extraordinário.

 

Nesses últimos 12 anos, o Brasil reduziu de forma acentuada a mortalidade infantil e a taxa de desemprego, assim como ampliou consideravelmente o número de residências com abastecimento d’água, esgoto sanitário e coleta de lixo. A renda das famílias mais pobres, em termos reais, praticamente dobrou entre 2002 e 2013 e, atualmente, 98% das residências nas cidades e no campo têm fogão, geladeira, TV e máquina de lavar ou tanquinho, quando, há duas ou três décadas, pouco mais da metade possuíam esses bens.

 

Banqueiros, empresários e seus porta-vozes criticam diariamente o fato do PIB crescer menos de 1% neste ano. Ocorre que, para a maioria do povo, crescimento do PIB não é mais importante do que a manutenção dos direitos sociais. Não há país algum em situação confortável, nem mesmo a China. O importante é que, diferentemente de outros países, enfrentamos a crise econômica sem sacrificar as conquistas da massa trabalhadora.

 

Jornal de Brasília, 25 de setembro de 2014

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br