Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/04/16 às 22h23 - Atualizado em 29/10/18 às 11h50

PDAD aponta melhorias na Estrutural, mas renda ainda é baixa

A Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios da SCIA-Estrutural, divulgada nesta terça-feira, 19, pela Codeplan, revelou que o abastecimento de água e o fornecimento de energia elétrica encontram-se presentes em quase toda a região.

Os resultados também são positivos para os setores de serviço de limpeza e esgotamento sanitário. Eles atendem,respectivamente, 95% e 89,80% dos domicílios, ficando, assim, próximos da universalização. 

O Administrador Regional da Estrutural, Evanildo Macedo, explicou que em relação à porcentagem do esgotamento sanitário, os domicílios que ainda não o possuem são do Setor de Chácaras Santa Luzia, um espaço invadido localizado em uma área de proteção ambiental.

“De certa forma, a cidade foi se desenvolvendo e, por causa disso, algumas pessoas se sentiram excluídas e recuaram, criando, ao fundo da Estrutural, a Chácara”, explicou ele. Macedo ainda afirmou que são aproximadamente 1.500 famílias vivendo em “condições sub-humanas”.

A renda domiciliar da RA continua sendo a mais baixa do DF. A pesquisa apurou o valor de R$ 2.004,00, o que corresponde a 2,54 salários mínimos. Com relação à escolaridade, a população concentra-se na categoria dos que têm nível fundamental incompleto, 45,21%, seguida pelo ensino médio completo, 16,60%. Apenas 1,53% têm nível superior.

O Presidente da Codeplan, Lucio Rennó, destacou que “a população da RA, em sua maioria, atua em serviços gerais, que é um perfil de qualificação baixo do trabalho”. Além disso, 97% das moradias não são regularizadas, e 1 em cada 10 domicílios está em situação de vulnerabilidade.

A falta de arborização e ciclovias na Estrutural também é destaque entre os dados da pesquisa. De acordo com a PDAD, 16,09% dos moradores vão a pé para o trabalho, enquanto 6,56% fazem uso da bicicleta.

Macedo manifestou sua satisfação com a realização da pesquisa, alegando que agora poderá redirecionar melhor a sua gestão. “Nós temos dificuldade em elaborar propostas de políticas públicas porque os quadros são muito defasados, sem contar as condições de invasão. É importante que agora, com esses dados oficiais, a gente estar atento para tentar melhorar”, afirmou ele.

Ao encerrar o evento, Rennó disse que a forma de contribuição da Codeplan com o Governo é essa: passar informações atualizadas, que facilitam o processo da tomada de decisão e a sua compreensão melhor sobre a realidade econômica e social. A PDAD foi realizada nos meses de outubro e novembro de 2015, com amostra de 500 domicílios.

Veja a pesquisa aqui. 

Texto: Nilva Rios, com Ana Carolina Alves
Foto: Toninho Leite

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br