Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/01/06 às 16h51 - Atualizado em 29/10/18 às 11h47

Sobradinho – completa um mês como a primeira Região Administrativa com “Segurança Virtual” no Distrito Federal

(20/01/2006 – 13:51)

SobradinhoSegura1Sobradinho, apesar de seus 45 anos e um crescimento incontrolável, haja vista, o grande número de condomínios que hoje, abriga, ainda é uma cidade muito segura, entretanto, a partir de pequenos furtos, tentativas de seqüestros relâmpagos, e outras situações pertinentes à segurança surgiu em reuniões periódicas entre os representantes da Administração Regional e do 13° Batalhão de Polícia Militar da cidade, a idéia de se fazer o monitoramento em algumas áreas de risco.
 
E ontem, 19 de janeiro, a cidade completou um mês como a primeira Região Administrativa com Segurança Virtual, iniciativa pioneira no Distrito Federal. Desde as vésperas do Natal de 2005, a cidade tem sido monitorada em tempo integral por um circuito de 13 câmeras de vídeo espalhadas por pontos estratégicos, como saída de Bancos e todos os acessos à cidade. O objetivo é dar suporte ao trabalho da Polícia Militar e diminuir a criminalidade, inibindo a ação de bandidos na Região.
 
Para por em prática essa iniciativa, o Administrador, Paulo Cavalcanti, e o comandante da PM de Sobradinho, à época, Major Charles de Magalhães, procuram a CODEPLAN para idealizar a tecnologia. “Essa foi uma ação conjunta e o que não faltou foi empenho dos órgãos de governo que transformaram esse sonho em realidade”, comemora o Administrador. Segundo o Major Charles, o sistema desenvolvido no DF corrige possíveis falhas desse tipo de monitoramento, detectadas em outros estados. Para elaborar o sistema de monitoramento com o uso de câmeras, o Major, que é um apaixonado pelo assunto, obteve seu embasamento em estudos de experiências desenvolvidas nos Estados Unidos, Europa e Brasil. 
 
Propagação – Segundo as pesquisas exaustivamente elaboradas pelo Major, o sucesso desse tipo de sistema, “existência das câmeras” está diretamente relacionado à divulgação por parte da imprensa. Ele descobriu, por exemplo, que em Glasgow, na Inglaterra – país que hoje tem quatro milhões de câmeras instaladas -, verificou-se que 41% dos habitantes passaram a se sentir mais seguros, assim que o sistema foi instalado. Algum tempo depois, com o desinteresse dos meios de comunicação, a sensação de insegurança voltou a aumentar.
 
O Major Charles lembra ainda que, quando era comandante da Companhia da Polícia Militar Rodoviária realizou o primeiro teste com câmeras, instalando o equipamento no posto da CPRv da Estrada Parque Taguatinga (EPTG). “O resultado, em breve espaço de tempo, foi uma significativa redução do número de acidentes e o aumento de apreensões de veículos furtados”, lembra.
 
Já como comandante do 13º BPM de Sobradinho, cargo que ocupou de março a outubro do ano passado, o major direcionou seus esforços para adotar o que ele chama de “primeiro sistema do País que cerca totalmente uma cidade, como ocorre em Londres, capital da Inglaterra”. Com total anuência das Administrações Regionais de Sobradinho I e II, o Comandante contou também com apoio do Conselho Comunitário de Segurança, e do Governador Joaquim Roriz, que autorizou a CODEPLAN a executar o projeto. A CODEPLAN, além de promover toda a infra-estrutura fez o treinamento dos policiais que trabalham direta e exclusivamente nesse Sistema. A CODEPLAN, ainda disponibiliza seus técnicos do Help Desk, 24 horas, evitando assim, o comprometimento dos trabalhos, caso haja qualquer imprevisto.
 
Segundo os dados da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios – PDAD, executada pela CODEPLAN/SEPLAN, em 2004, a população urbana de Sobradinho é hoje, de 61.290 habitantes, dos quais 54,4% são mulheres e 45,6% são homens. Dos residentes da RA 20,8% têm até 14 anos de idade, entretanto, 68,8%, que constituem a grande maioria, concentram-se nos grupos entre 15 e 59 anos. A população com 60 anos e mais de idade representa 10,4% do total dos moradores. Ainda, segundo a PDAD, a renda domiciliar média da população de Sobradinho é da ordem de R$2.400,58 – 9,2 Salários Mínimos e a renda per capita é de R$623,38 – 2,4 SM, e em 6,7% dos domicílios a renda domiciliar bruta mensal auferida é superior a 20 SM. 
 
O Projeto – Conta com 13 câmeras, que funcionam dia e noite, tem o objetivo de auxiliar no controle das principais entradas e saídas da cidade, além de áreas centrais e bancos. As filmagens, ao vivo ou gravadas em sistema digital, terão alta qualidade, sendo possível à identificação clara de veículos e pessoas que circularem por Sobradinho. “Se houver, por exemplo, um roubo de carro todas as saídas da cidade serão monitoradas, o que garante à Polícia Militar uma ação rápida e eficaz”, pondera o administrador.
 
O atual comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar, da cidade, tenente-coronel Francisco Carlos da Silva Niño, acredita que um mês é pouco tempo para avaliar se houve realmente redução à criminalidade. Mas ressalta que a pesar de não terem concluído o balanço, aconteceram diversos casos em que as filmagens possibilitaram uma ação mais rápida e eficaz da PM, onde destaca duas dessas situações: o flagrante de um cidadão em frente ao Banco de Brasília – BRB – da Quadra Central tentando fazer ligações clandestinas de um telefone público. Outro caso foi a captura de um homem que dirigia, além de não ser habilitado, de forma perigosa.
 
Segundo Francilene Araújo, Coordenadora de Projetos junto às Administrações Regionais, a CODEPLAN, já detectou a necessidade de expansão do Sistema, em mais algumas áreas críticas da cidade. “A CODEPLAN fará um estudo mais aprofundado para suprir futuramente a carência desses locais”, completa Francilene. 
 
As câmeras – instaladas em pontos estratégicos se dividem em fixas e móveis e serão acompanhadas de uma Central de Monitoramento localizada no Quartel do 13° Batalhão da Polícia Militar. As imagens gravadas em tempo real serão armazenadas em computadores. O policial operador do sistema poderá, por controle remoto, monitorar os diversos pontos da cidade e acompanhar as cenas com imagens fixas, movimentações laterais, giros de 360° e zoom com capacidade de aproximação de 200 metros. 
 
Caracterização de Sobradinho – Segundo os registros, a região, à época da construção de Brasília, pertencia ao fazendeiro Joaquim Gomes Rabelo, com o nome de “Fazenda Sobradinho”, situada no município de Formosa – GO.
 
A origem do nome da cidade possui duas versões. A primeira data do século XVIII, época da prosperidade do ouro em Goiás, quando a Metrópole Portuguesa instalou na região um posto de Contagem para controlar a passagem dos carregamentos de ouro, e receber o pagamento do “quinto”, este posto possuía dois andares, na forma de um sobrado. A segunda versão é da segunda metade do século XIX, derivou da existência de um velho cruzeiro de madeira rústica, erguido às margens de um ribeirão existente na fazenda. Em um de seus braços foram erguidas, pelo pássaro joão-de-barro, duas casinhas sobrepostas com a forma de sobrado. Esse fato atraía a atenção dos viajantes, que passaram a tomá-lo como referência geográfica.
 
A cidade de Sobradinho foi fundada em 13 de maio de 1960, para abrigar a população que vivia nas firmas empreiteiras, na Vila Amauri e, principalmente, os funcionários da NOVACAP, do Banco do Brasil e de alguns Ministérios que foram transferidos do Rio de Janeiro para Brasília. 
 
A RA V foi criada em 1989, pela Lei n.º 49/89 e o Decreto n.º 11.921/89. No início da década de 1990 houve certas mudanças no projeto inicial da cidade com a criação de Sobradinho II como conseqüência do Programa de Assentamento de População de Baixa Renda, criado para transferir as pessoas que moravam em um mesmo lote e também para fixar os moradores das invasões do Ribeirão Sobradinho e Lixão. Em 27 de janeiro de 2004 com a Lei nº 3.314 Sobradinho II foi desmembrado e transformado na Região Administrativa XXVI, sendo que os limites das duas Regiões ainda não estão definidos, uma vez que se encontram em fase de estudo. A região é formada por área urbana e rural. A área urbana de Sobradinho está subdividida em: Setor Administrativo, Setor Hoteleiro, Setor Comercial, Setor Central, Setor Industrial, Setor Esportivo, Setor de Grandes Áreas.
 
Mais informações ligue para 3342 2234 – CODEPLAN ou 3591 1153 – Administração de Sobradinho.

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br