Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/11/18 às 20h42 - Atualizado em 1/11/18 às 21h02

Último Quintas Codeplan do ano recebe o diretor de Inovação da ENAP

 

Entre os vários elementos que impendem o alavancamento da inovação estão a crise de legitimidade, restrições orçamentárias e o pacote federativo de políticas públicas

 

Guilherme Almeida fala sobre Inovação no Setor Público

Presidente da Codeplan faz a abertura do último Quintas Codeplan do ano

Inovação no Setor Público foi o tema abordado nesta tarde (1º/11), na Codeplan, por Guilherme Alberto Almeida, diretor de Inovação da Escola Nacional da Administração Pública (ENAP) e membro da carreira de especialização em políticas públicas e gestão governamental do Ministério do Planejamento.

 

Lucio Rennó, presidente da Codeplan, ao criar o Quintas Codeplan – espaço de debate, de compartilhamento de ideias, lembrou que o primeiro convidado para o projeto foi um palestrante da ENAP e, hoje, fecha também o ano, com um convidado da mesma Escola para ministrar a palestra sobre inovação no setor público.

 

Guilherme Almeida analisa os desafios da Inovação no Setor Público

Guilherme Almeida analisa os desafios da Inovação no Setor Público

Assim, para falar sobre inovação no setor público, Guilherme Almeida primeiramente passeou pelos séculos XIX, XX, chegando ao XXI para mostrar a burocracia presente nesses períodos. “As coisas podem mudar. Só não sabemos quando, porque vivemos tempos incertos, complexos, ambíguos”. O palestrante apontou alguns fatores que contribuem para impactar outros de forma sistêmica, pois a tecnologia está presente em tudo. Disse que são tempos novos, demandas e novos usos e viver esse contexto é motivo de alegria.

 

Segundo Guilherme Almeida, entre os vários elementos que impendem o alavancamento da inovação estão a crise de legitimidade, restrições orçamentárias e o pacote federativo. “E para ultrapassar essas barreiras, é preciso mudar a cultura no serviço público, resgatar o propósito e ver o que dá para fazer”, pontuou. Também destacou que a primeira revolução a ser feita é a utilização de dados para se ter conhecimento. Ter eficiência, fazer a coisa acontecer de forma rápida e alcançar o outro lado, ou seja, a participação de todos e o foco no cidadão são ingredientes fundamentais para rodar a engrenagem, na opinião do gestor.

 

Para o palestrante é por meio da capacitação como um processo permanente que se deve buscar caminhos, adaptação de abordagens e redefinições dessas abordagens. Ele falou sobre a narrativa que se deve ter, de maneira explícita, questionar modos tradicionais, desenvolver metodologia, transformar serviços e usar a colaboração para troca de ideias.

 

Empregados e convidados assistem a palestra sobre os desafios na inovação do setor público

Empregados e convidados assistem à palestra sobre os desafios na inovação do setor público

Ao concluir, Guilherme Almeida refletiu sobre o lado positivo de se experimentar o erro, verificando-o de forma rápida e a custo baixo. Por último, ele citou a ENAP que trabalha com a prospecção, convites a palestrantes para troca de conhecimentos. “No setor público, há muita inovação, mas estão fazendo de modo equivocado, de forma individual quando deveriam usar a forma colaborativa”, acrescentou Almeida.

 

Reportagem: Eliane Menezes, da Codeplan
Fotos: Toninho Leite, da Codeplan

CODEPLAN - Governo de Brasília

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br