Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/10/19 às 9h47 - Atualizado em 25/11/19 às 10h52

Atlas do Distrito Federal

Traduções fazem parte de um Acordo de Cooperação Técnica firmado entre a Codeplan e a Secretaria de Relações Internacionais.

 

Secretário de Relações Internacionais, embaixador Pedro Luiz Rodrigues, e o presidente da Codeplan, Jean Lima, assinam acordo de cooperação técnica (Foto: Divulgação/Codeplan)

A nova edição do Atlas do Distrito Federal estará disponível também em inglês e espanhol. As traduções fazem parte de um Acordo de Cooperação Técnica firmado entre a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) e a Secretaria de Relações Internacionais (SRI-DF).

 

A publicação trará dados revisados de edições anteriores, inclusão de novas informações e inovação na apresentação dos resultados, que serão disponibilizados tanto em versão impressa quanto numa plataforma online. A previsão de lançamento é abril de 2020, mês em que Brasília completará 60 anos.

 

“O objetivo da nova edição do atlas é entregar à população de Brasília um produto acessível e com informações relevantes sobre o nosso território. Será um presente aos brasilienses no mês do aniversário da cidade”, declarou o presidente da Codeplan, Jean Lima.

 

De acordo com o plano de trabalho, a Codeplan será responsável pelo conteúdo e produção do Atlas, do levantamento de dados até a finalização das versões impressa e digital, que será disponibilizada em um ambiente interativo a ser desenvolvido pela própria Codeplan. Já a SRI-DF estará encarregada da tradução do material, além de apoiar na divulgação e distribuição do produto final.

 

O acordo também viabiliza a apresentação e realização de novos projetos de pesquisa junto à Codeplan e outros parceiros, de modo a permitir novas metodologias, tecnologias e melhores práticas nas atividades de ambas instituições.


Estrutura da publicação
– O Atlas do Distrito Federal será estruturado em eixos temáticos, onde cada tema é apresentado por meio de mapas, gráficos, imagens e pequenos textos, facilitando a compreensão das informações de modo visual. A publicação terá oito capítulos, sendo eles: localização geográfica, caracterização ambiental, histórico de ocupação, divisão territorial, meio socioeconômico, infraestrutura urbana, elementos culturais e arquitetônicos e internacionalização do DF.

 

Última edição do atlas é de 2017 (Crédito: Reprodução)

Segundo Larissa Lima, assistente da Gerência de Estudos Ambientais, o Atlas traz inúmeras contribuições para a sociedade, tendo em vista que apresenta informações atualizadas sobre o DF, além de concentrá-las em um só lugar, já que os dados presentes no material não são somente de autoria da Codeplan, como também de outras instituições que trabalham com estudos e pesquisas semelhantes.

 

Para o Secretário de Relações Internacionais, embaixador Pedro Luiz Rodrigues, o planejamento é uma das atividades mais importantes de qualquer administração e é a partir de acordos de cooperação técnica que se consegue avançar na obtenção de dados precisos, mapas e quadros para a melhoria do trabalho e para uma visão real do DF. “Assim, é possível projetar caminhos e objetivos com mais segurança para o desenvolvimento do Distrito Federal”, ele conclui.

 

A última versão do Atlas do Distrito Federal disponibilizada ao público externo é de 2017. A versão impressa da nova edição está em fase de diagramação e, após concluída, terá início o desenvolvimento da versão digital.

 

 

** Por Lucas Almeida, estagiário sob supervisão de Angélica Pinheiro

CODEPLAN - Governo de Brasília

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br