Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/01/16 às 20h42 - Atualizado em 29/10/18 às 11h54

Inflação medida pelo IPCA, em Brasília, registra alta de 1,21%

Codeplan e Ceasa divulgam IPCA, INPC e ICDF

A inflação chegou a 1,21% em Brasília no mês de dezembro/2015, sendo a quarta maior inflação oficial entre as 13 localidades pesquisadas. O Índice da Ceasa do Distrito Federal registrou uma elevação de 4,14% no mês de dezembro de 2015 em relação ao mês anterior, segundo análises feitas hoje, 13, por técnicos da Companhia de Planejamento do Distrito Federal – Codeplan e da Ceasa.

As análises feitas do Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA apontaram, no ano, a taxa de 9,67%, a terceira menor entre as mesmas áreas pesquisadas, ficando abaixo da nacional, que marcou 10,67%.

O presidente-substituto da Codeplan, Antônio Fúcio de Mendonça Neto, ao dar início à divulgação, agradeceu a todos presentes. Ele destacou o trabalho dos técnicos. “Trata-se de uma radiografia da inflação do DF. É de suma importância o trabalho apresentado na tarde de hoje, uma vez que mostra o comportamento dos preços, o que, de certa forma, impacta a vida das famílias”, enfatizou.

Segundo o diretor de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas da Codeplan, Bruno de Oliveira Cruz, o índice mais alto registrado no IPCA de Brasília em 2015 foi o de Transportes, atingindo 3,52%. “Apesar disso, seu impacto no Índice Geral chegou a apenas 0,69 ponto percentual.

Já o INPC/Brasília registrou alta de 0,84% em dezembro de 2015, ficando abaixo do índice nacional, que marcou 0,90%. Porém, a análise nacional em 2015 alcançou 11,28%, ficando menor que a do DF, que chegou a 11,47%.

Bruno explicou que o IPCA é realizado para famílias que ganham até 40 salários mínimos, enquanto o INPC agrega famílias que ganham até cinco salários mínimos. De acordo com ele, “isso explica porque a inflação nas famílias mais carentes está mais elevada no DF do que a média no Brasil. Alguns itens como passagem de ônibus pesam mais para as famílias do INPC do que para as do IPCA, já que este cobre uma faixa de renda maior”.

O ICDF registrou uma variação de 4,14% no mês de dezembro, sendo o setor de Frutas apresentou com aumento de 5,48%, o de Legumes registrou 0,94%, com destaque para o setor de Verduras que alcançou 8,70%. O setor de Ovos e Grãos marcou 3,72%.

O Chefe de Estatística da Ceasa, Fernando Nogueira Cabral dos Santos, ao apresentar a análise do ICDF, esclareceu que a instituição acompanha 66 itens da cesta, no DF, e tem por objetivo demonstrar o movimento dos preços praticados pelo mercado atacadista no Distrito Federal.

“A baixa incidência de chuvas em algumas regiões do Nordeste e o excesso de chuvas na Região Sul causaram elevação dos preços devido à redução da produção”. Ele também disse que o desastre ambiental ocorrido em Mariana (MG) ainda não afetaram os índices do DF, mas isso poderá ocorrer futuramente.

Estiveram presentes no evento, além de servidores da Codeplan e da imprensa, o engenheiro agrônomo da Ceasa, Marcos Franco de Araújo; o chefe de gabinete da administração de Brazlândia, Dean Rodrigues; o representante do IBGE, Fernandez Inazawa; os representantes da Ceasa, Fernando Nogueira e Marcos Franco; os representantes da Emater, Carlos Carneiro e Blaiton Carvalho; o diretor de Estudos Urbanos e Ambientais da Codeplan, Aldo Paviani; e o diretor de Estudos e Políticas Sociais da Codeplan, Flávio Gonçalves.

Veja os dados completos: IPCA e INPC e ICDF

Reportagem: Eliane Menezes, com Ana Carolina Alves
Foto: Toninho Leite

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br