Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/12/11 às 14h38 - Atualizado em 29/10/18 às 11h57

DF tem menor taxa de desemprego desde 1992

(22/12/2011 – 11:38)

O secretário de Trabalho, Glauco Rojas, a presidente da Codeplan, Ivelise Longhi, o diretor, Júlio Miragaya, e o analista do Instituto Dieese, Daniel Biagioni, divulgaram,no dia 21/12/2012 , o resultado da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) no Distrito Federal, referente ao mês de novembro.

Segundo o secretário, 2011 foi um ano de bons resultados para o mercado de trabalho. Ele ressaltou o valor da taxa de 11,9% do desemprego total no DF em novembro, a menor registrada desde o início da pesquisa, em 1992. Em outubro, era de 12,2%. “A redução do desemprego no DF nos alegra bastante. Alegria sim, mas uma alegria contida. Precisamos melhorar.”

Para Ivelise Longhi, a oportunidade de capacitação é uma das alternativas para reduzir o desemprego no DF. “A gente comemora a diminuição na taxa de desemprego, mas ao mesmo tempo estamos com um olhar atento às nossas políticas públicas, porque quanto menor a desigualdade, mais próximos estaremos de um mundo mais justo e sustentável.”

Daniel Biagioni apresentou os dados da pesquisa e fez uma prévia do balanço anual, afirmando que o mercado está ficando cada vez mais justo. “Os dados apontam que a quantidade de mulheres inseridas no mercado de trabalho está crescendo. E esse mesmo mercado está absorvendo cada vez mais a raça negra.”

Confira alguns destaques da PED de novembro:

1. A Taxa de Desemprego Total no Distrito Federal apresentou relativa estabilidade ao passar de 12,2%, em outubro, para 11,9%, em novembro. É a menor Taxa de Desemprego registrada desde o início de pesquisa, em 1992.

2. Segundo suas componentes, esse resultado decorreu de pequenas oscilações da Taxa de Desemprego Aberto (que passou de 9,1% para 8,8%) e da estabilidade da Taxa de Desemprego Oculto (3,1%).

3. A população desempregada no Distrito Federal no mês de novembro foi de 168 mil pessoas, 4 mil a menos em relação ao mês de outubro. Este resultado decorre do número de pessoas que deixaram o mercado de trabalho (4 mil), uma vez que não foram gerados novos postos de trabalho. A Taxa de Participação permaneceu relativamente estável ao passar de 62,6% para 62,5%.

4. O Nível Ocupacional no Distrito Federal manteve-se estável em novembro. O desempenho positivo na Administração Pública (4,6%, ou 9 mil postos de trabalho) e nos Serviços (0,5%, ou 3 mil postos de trabalho) compensou o resultado negativo na Indústria (7,7%, ou 4 mil postos de trabalho), Construção Civil (4,2%, ou 3 mil postos de trabalho), Comércio (2,0%, ou 4 mil postos de trabalho) e no agregado Outros setores (1,0%, ou 1 mil postos de trabalho).

5. O total de Assalariados no Distrito Federal elevou-se em novembro (1,1%), resultado da elevação no Setor Público (3,9%), uma vez que o número de assalariados no Setor Privado praticamente não variou (-0,2%). No setor privado, verificou-se redução entre os assalariados Sem Carteira Assinada (1,0%) e relativa estabilidade dos Com Carteira (0,2%). O trabalho Autônomo apresentou redução (5,0%) e estabilidade no agregado Demais Posições.

6. O Tempo Médio de Procura por Trabalho reduziu de 48 semanas, em novembro de 2010, para 42 semanas em novembro de 2011.

7. Entre outubro de 2010 e 2011, o Rendimento Médio Real dos Ocupados manteve relativa estabilidade (-0,3%) e a dos Assalariados diminuiu (3,4%) (Tabela 4). A Massa de Rendimentos dos Ocupados aumentou 1,7% devido ao aumento da ocupação, uma vez que a renda média manteve-se estável. A Massa dos Assalariados diminuiu 1,3% decorrente da redução do rendimento médio, uma vez que elevou-se o nível de ocupação.

8. A desigualdade na distribuição dos rendimentos diminuiu no período de 12 meses. Entre os Ocupados, os 25% mais pobres apresentaram aumento de 6,2% no Rendimento Médio Real, enquanto os 25% mais ricos apresentaram diminuição de 1,4%. Entre os Assalariados, os 25% mais pobres apresentaram aumento de 3,3% no Rendimento Médio Real, enquanto os 25% mais ricos apresentaram diminuição de 4,3%.

.  PED Novembro 2011


Texto: Carolina Goulart 

Foto: Toninho Leite  

Edição de Internet: Eliane Menezes

Ascom

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br