Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/12/20 às 15h10 - Atualizado em 6/01/21 às 14h30

Distrito Federal se mantém na terceira posição entre as maiores economias municipais do país

Comparativo com municípios se deu pela divulgação do PIB neste recorte

 

A Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgaram nesta quarta-feira (16), em transmissão ao vivo pelo canal da Companhia no YouTube, o Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios, com destaque para a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE-DF).

 

O DF teve o PIB estimado em R$ 254,82 bilhões no ano de 2018, apresentando crescimento de 4,1% em relação à 2017 e correspondendo a 3,6% no PIB nacional, perdendo apenas para a cidade de São Paulo, que teve 10,2% de participação no PIB do país, e para a cidade do Rio de Janeiro, que participou com 5,2%. Considerando por região, o PIB do DF representou quase 37% do PIB do Centro-Oeste, sendo o município com a maior participação, seguido de Goiânia, com 7,10%, e Campo Grande, com 4,2%.

 

No quesito Valor Adicionado Bruto, o VAB da agropecuária de Brasília ocupa o 11º lugar no ranking nacional, com R$ 1 bilhão em 2018. No ranking do VAB da Indústria, Brasília ocupava a 16ª posição em 2018, com R$ 113,7 bilhões, o terceiro melhor valor adicionado bruto, atrás apenas das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

 

A capital do Brasil também se destaca como o maior VAB da Administração, Defesa, Educação e Saúde Públicas e Seguridade Social, com R$ 101,7 bilhões e participação de 9,74%, seguida pelas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. “Se olharmos para Brasília, enquanto município, nossos números são excelentes. Os setores de agropecuária e indústria ganham importância relativa, e Brasília passa a se posicionar entre os municípios mais produtivos do Brasil”, disse Clarissa Jahns Schlabitz, diretora de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas da Codeplan.

 

Em relação à RIDE-DF, que abrange 34 municípios ligados ao Distrito Federal, Brasília representa cerca de 90% da economia da região e 94% da Área Metropolitana de Brasília (AMB). Os cinco municípios que mais contribuem para a economia da RIDE-DF aumentaram sua participação no mercado local, de 3,7% em 2010 para 5,5% em 2018. Esses municípios são Luziânia, Unaí, Valparaíso de Goiás, Formosa e Cristalina.

 

Enquanto o PIB per capita nacional foi de R$ 33 mil em 2018, a renda per capita de Brasília foi quase três vezes a média nacional, e quase dez vezes o valor do município com o menor PIB per capita da RIDE-DF, estando Brasília com R$ 85,66 mil por pessoa e Novo Gama com R$ 8,40 mil por pessoa.

 

“O PIB da RIDE cresceu 4,4% entre 2017 e 2018 e mais de 90% desse valor corresponde as riquezas geradas por Brasília. A estrutura produtiva local é focada nas atividades do setor de Serviços e Administração Pública, sendo as atividades agropecuárias e industriais mais preponderantes nas áreas mais distantes da capital federal. Os municípios de Luziânia, Unaí, Valparaíso de Goiás, Formosa e Cristalina continuam a ser as cinco principais economias da RIDE, depois de Brasília, concentrando 5,5% do PIB da região. A desigualdade da região em termos econômicos é evidente quando olhamos para o indicador de PIB per capita, que mostra que Brasília gera R$ 85,66 mil reais por pessoa, valor que é 10 vezes maior que o menor PIB per capita da região, que é o do Novo Gama com R$ 8 mil por pessoa”, explica Jéssica Milker, gerente de Contas e Estudos Setoriais da Codeplan.

 

Acesse aqui a Apresentação_PIB da RIDE_2018

 

Acesse aqui o Relatório-PIB-DF-2018

 

Acesse aqui a Apresentação PIB-DF 2018

 

Reportagem: Renata Nandes, Assessoria de Comunicação Social – Codeplan

Foto: Pedro Ventura, Agência Brasília

 

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br