Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/01/12 às 19h42 - Atualizado em 29/10/18 às 11h55

Emprego em alta no DF

(31/01/2012 – 16:42)

EmpregoDFA120131

O mês de dezembro e o ano de 2011 marcaram o Distrito Federal com as menores taxas de desemprego nos últimos 20 anos. Foi o que constatou a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED/DF), elaborada pela Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a Secretaria de Trabalho do DF (Setrab) e o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Em dezembro, o índice chegou a 11%, o equivalente a 155 mil desempregados, 13 mil a menos do que em novembro. Já na avaliação anual, foram 174 mil desempregados, ou 12,4%, taxa 1,2 ponto percentual menor do que em 2010 (13,6%).  

“Existe um esforço real deste governo para gerar postos de trabalho, atrair empregadores e qualificar os empregados. Vivemos hoje um processo continuado de recuperação da autoestima do Distrito Federal e isso pode ser visto, por exemplo, na convocação de cerca de 4,5 mil concursados na área de Saúde e aproximadamente mais 500 na Educação”, destacou o secretário de Trabalho, Glauco Rojas.  

EmpregoDFB120131

O secretário reforçou também que os bons resultados apontados pela pesquisa são decorrentes da geração de 12 mil postos de trabalho em dezembro. Já nos últimos doze meses, o número de novas vagas foi de 20 mil, o que possibilitou um aumento de 1,6% no nível ocupacional do Distrito Federal. Das 1,4 milhões de pessoas que integram a População Economicamente Ativa (PEA), cerca de 1,23 milhões estão ocupadas e 174 mil, em busca de emprego. Os setores de Serviço, com 20 mil novas vagas, Comércio, com 8 mil, e Construção Civil, com 2 mil, foram os que mais geraram postos de trabalho no ano passado.  

Outro ponto de destaque nas quedas dos índices de desemprego é a diminuição do ingresso de jovens e idosos no mercado de trabalho. “Grande parte dos idosos está aposentada e hoje os jovens podem se dedicar à escola. Com o aumento da renda, as famílias podem investir mais na educação de seus filhos e retardar a entrada dos mais jovens no mercado de trabalho”, destacou o supervisor do escritório regional do Dieese no DF, Clóvis Sherer.  

Qualificopa – A apresentação dos números também chamou a atenção para o Qualificopa, programa de formação profissional do GDF, que, no último ano, empregou mais de 50% dos dois mil inscritos. Com inscrições abertas até o dia 10 de fevereiro, a terceira fase do curso capacitará mais dois mil novos candidatos em cursos que vão de informática ao telemarketing. A meta é atender 10 mil pessoas até 2014.  

Entre outras ações que contribuíram para o sucesso dos números está a criação, em 2011, da Secretaria da Micro e Pequena Empresa e de um Fórum Permanente para o setor. Com o advento da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa no DF, o governo criou o ambiente propício para a geração de emprego. Trata-se de um ganho real refletido nos índices divulgados pela PED/DF.  

Entre as ações futuras, está previsto para o primeiro semestre de 2012 a criação do programa ProJovem Trabalhador, que prepara o jovem para o mercado de trabalho e para ocupações alternativas geradoras de renda. Em fase de licitação, o programa beneficiará desempregados com idades entre 18 e 29 anos e que sejam membros de famílias com renda per capita de até meio salário mínimo.  

Também participaram da apresentação a presidente e o diretor da Gestão de Informações da Companhia de Planejamento do Distrito Federal, Ivelise Longhi e Julio Miragaya. 


Fotos: Roberto Barroso e Antonio Leite

Agência Brasília (GDF)

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br