Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/02/10 às 20h02 - Atualizado em 29/10/18 às 11h54

Indicadores de Fecundidade

(25/02/2010 – 17:02)

Brasília vivencia, nos dias atuais, situação bem distinta daquela do período inicial da década de 60 quando, a exemplo de todo o país, eram elevadas as taxas de fecundidade, variável demográfica que mais diretamente influencia na alteração da estrutura etária da população.  

Se inicialmente predominavam os migrantes do sexo masculino atraídos pela construção civil, por outro lado, a partir de 1970, o setor terciário, já bastante fortalecido pela oferta de empregos passou a atrair, particularmente, as mulheres em idade ativa e reprodutiva. Juntas, a migração de jovens e as altas taxas de fecundidade promoveram mudanças sensíveis na estrutura etária do Distrito Federal. As décadas de 70 e 80 ainda se caracterizavam pela fecundidade alta, porém, à semelhança do que se evidenciava no país, mostravam tendência de declínio significativa, comportamento que se reproduziu nos anos que se seguiram.

00000367

O histórico declínio das Taxas de Fecundidade Total tem refletido, de forma muito evidente, na estrutura etária do DF pela já comprovada desaceleração no ritmo de crescimento da população, aumento proporcional da população em idade ativa, maior participação do grupo etário acima de 60 anos e, ainda, pela maior demanda pelo mercado de trabalho e redução no tamanho médio das famílias.  

Paralelamente à queda das taxas de fecundidade, dados projetados indicam uma tendência lenta de rejuvenescimento do padrão de fecundidade, pela diminuição na idade média da fecundidade das mulheres, observada ao longo de todo o período.  

O gráfico 18, constante da publicação Indicadores Sociodemográficos para o Distrito Federal: 1991-2030, produzido recentemente pela Codeplan,  mostra as mudanças ocorridas na forma com que as mulheres, dentro do período fértil, tiveram seus filhos. Em 1991, a concentração da fecundidade nos grupos de 20 a 24 e 25 a 29 anos é próxima e bem mais elevada que as adjacentes. A partir deste ano, observam-se aumentos sistemáticos no grupo de idade de 15 a 19 anos. O gráfico 18 revela, também, para o DF, uma curva de fecundidade de cúspide precoce ao longo do período projetado, uma vez que o seu ponto mais alto se concentra sobre o grupo de mulheres de 20 a 24 anos.  

Fonte: Indicadores Sociodemográficos para o Distrito Federal: 1991-2030/ Companhia de Planejamento do Distrito Federal – Brasília: Codeplan, 2009.  Disponível neste site em Publicações Técnicas.

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br