Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/10/12 às 16h10 - Atualizado em 29/10/18 às 11h52

Na semana da mulher, pesquisa da Codeplan aponta a situação da classe feminina no mercado de trabalho

(08/03/2012 – 10:41)

SemanaMulherMercadoTrabA120308

08 de março, Dia Internacional da Mulher. Há motivos para comemorar

A Secretaria de Trabalho do DF, a Secretaria da Mulher, a Companhia de Planejamento do DF – Codeplan, o Dieese, divulgaram no dia 06/03/2012, os dados sobre a mulher captados pela Pesquisa de Emprego e Desemprego no Distrito Federal – PED, no período de 2010-2011. As informações analisadas demonstram que houve uma redução do desemprego na força de trabalho feminina. A taxa passou de 16,7% para 15,1% entre os anos analisados.

Quanto às formas de inserção no mercado de trabalho, o aumento no nível ocupacional em 2011 ocorreu, sobretudo, entre os empregadores: crescimento de 11,1% no contingente feminino e de 15,2% no masculino. Dentre as demais áreas do setor, as outras modalidades de inserção ocupacional, destaca-se o aumento de 7,7% no volume de mulheres assalariadas no setor privado com carteira assinada, 3,1% superior ao crescimento dos homens, e a redução das empregadas domésticas, sejam elas mensalistas (-6,1%) ou diaristas (-8,3%).

Os dados mostram um importante avanço da participação e qualificação feminina no mercado de trabalho. Entretanto, cabe ressaltar que as desigualdades entre os gêneros ainda existem. Daí a importância da atualização dos indicadores como fonte de consulta e análise para a construção de políticas públicas adequadas e capazes de melhorar cada vez mais a condição da mulher na sociedade.

Na divulgação dos dados, compuseram a Mesa, a secretária da Mulher, Olgamir Amancia, a subsecretária de Qualificação da Secretaria de Trabalho, Veruska Alves, o diretor de Gestão de Informações da Codeplan, Júlio Miragaya, a coordenadora da PED, Adalgiza Lara e o Analista do Dieese, Daniel Biagioni.

A secretária Olgamir Amancia afirmou que a qualificação profissional garante mais espaço à mulher e que o governo vem adotando medidas apropriadas para diminuir a desigualdade, o que já pode ser comprovado pelos dados apresentados. Segundo ela, ainda há muito o que fazer, e o governo continuará fazendo. “Nós temos que desconstruir o olhar preconceituoso porque ele não condiz com a realidade atual. A PED baliza o trabalho do governo e, principalmente, neste caso específico, o da Secretaria da Mulher”, defendeu.

Veruska Alves concorda que a PED é fundamental para o planejamento das ações de políticas públicas do Governo do Distrito Federal. “Estamos no mês comemorativo da mulher e as pesquisas já demonstram alguns importantes avanços do gênero no mercado de trabalho”, disse.

O diretor Julio Miragaya destacou que mesmo com os avanços, a desigualdade entre os gêneros ainda se mantém. Mesmo com qualificações idênticas, o grau de remuneração é distinto. “A desigualdade ainda é grande. Mas a diferença está diminuindo”, afirmou.

A coordenadora Adalgiza Lara ressaltou que é preciso que continue sendo dada a devida atenção aos indicadores do trabalho da pesquisa visto que eles trazem importantes elementos para as ações do Governo do Distrito Federal.


Texto: Carolina Goulart  

Foto: Toninho Leite  

Edição Internet: Eliane Menezes

Ascom  

 

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br