Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/10/18 às 11h50 - Atualizado em 29/10/18 às 11h50

PED aponta redução na taxa de desemprego

O número de desempregados do Distrito Federal apresentou redução de cinco mil pessoas na comparação com o mês anterior. Foi o que revelou a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), divulgada, na manhã desta quarta-feira (25/7), na Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan).

 

Tanto o comércio quanto serviços foram os setores responsáveis pelo aumento do emprego no mês de junho. “O mercado está positivo, está reagindo ainda que, lentamente, frente a alguns desafios da economia”, considerou a analista ao finalizar a apresentação.

 

Segundo Adalgiza Lara Amaral, coordenadora e analista do Dieese, na comparação anual, a ocupação cresceu 0,8%, traduzindo-se em 11 mil postos de trabalhos. “Houve, no desemprego total, decréscimo na taxa, passando de 19,9%, em maio, para 19,2%, em junho deste ano, da População Econômica Ativa (PEA), ficando o contingente de desempregados em 316 mil pessoas. A PEA refere-se a pessoas com 14 anos ou mais inseridas no mercado de trabalho”.

 

Com relação ao comportamento nos últimos 12 meses, o número de desempregados no Distrito Federal diminuiu em 13 mil pessoas graças ao aumento de 11 mil ocupados. Esse fato está conjugado à saída de dois mil trabalhadores da PEA regional, deixando, assim, de pressionar o desemprego.

 

Ao comparar a taxa de desemprego no mês de maio frente a junho, nos grupos de Regiões Administrativas, a analista destacou a queda da taxa no Grupo 2 – que engloba as regiões de média-alta renda – Águas Claras, Candangolândia, Cruzeiro, Gama, Guará, Núcleo Bandeirante, Sobradinho, Sobradinho II, Taguatinga e Vicente Pires. Passou de 15,4% para 14,8%. “Essa redução provavelmente seja em função da alta escolaridade”, explicou.

 

No Grupo 3 – regiões de média-baixa renda–Brazlândia, Ceilândia, Planaltina, Riacho Fundo, Riacho Fundo II, SIA, Samambaia, Santa Maria e São Sebastião – também teve ligeira queda, de 23,8% para 23,5%, e no Grupo 4 – regiões de baixa renda–Fercal, Itapoã, Paranoá, Recanto das Emas, SCIA – Estrutural e Varjão –,a taxa pouco variou: de 26,1% passou para 26,2%.

 

O Grupo 1, que reúne as RAs com renda mais alta – Plano Piloto, Jardim Botânico, Lago Norte, Lago Sul, Park Way e Sudoeste/Octogonal– tem forte peso no setor público, por isso, baixa taxa no desemprego.

 

A PED é fruto de parceria entre a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), Secretaria de Estado do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do DF (Sedestmidh), Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos(Dieese) e Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade).

 

 

Reportagem: Eliane Menezes, da Codeplan

Fotos: Toninho Leite, da Codeplan

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br