Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/11/12 às 18h20 - Atualizado em 29/10/18 às 11h50

PDAD detalha quadro social e econômico

Pesquisa da Codeplan contribuirá para a construção de novas políticas de governo, estudos acadêmicos e projetos de desenvolvimento regional

A Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) apresentou, nesta sexta-feira (9), o detalhamento do quadro social e econômico da população do Distrito Federal – a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD). Pela primeira vez, o levantamento, realizado em 2011, contemplou as 30 regiões administrativas do DF, diferentemente do elaborado em 2004, que analisou dados globais. A expectativa é que os resultados da análise contribuam com trabalhos acadêmicos, planejamentos empresariais e projetos do governo ligados ao desenvolvimento regional do DF.

O governador Agnelo Queiroz, acompanhado pela primeira-dama, Ilza Queiroz, participou da apresentação da inédita pesquisa. A mudança no formato da PDAD permitirá o acompanhamento do esforço do governo em descentralizar a oferta de oportunidades de trabalho, atualmente focada em Brasília, e planejar o crescimento de todo o DF.

“Com a PDAD, será possível conhecer com exatidão as características da população, segundo renda, moradia e escolaridade. O estudo reúne várias informações para traçarmos nossas políticas sociais”, destacou o governador. “Também será uma ótima forma de medirmos como as ações do governo estão atingindo a população”, completou.

O secretário de Governo, Gustavo Ponce de Leon, também destacou a iniciativa de detalhar cada uma das regiões administrativas do DF. “Era uma demanda antiga trazer informações desses locais, que têm influência direta em Brasília. É a primeira vez que o PDAD faz isso, com diagnóstico preciso e avaliação correta de cada cidade.”

Meta – De acordo com o presidente da Codeplan, Júlio Miragaya, a meta é realizar a PDAD a cada dois anos. A expectativa é que a partir de 2013 a pesquisa passe a comparar os indicadores das regiões administrativas (RAs) – incluindo a Fercal, que, em abril, passou a ser a 31ª RA. “Esse manancial de informações será útil não apenas nas ações do governo, como também à sociedade civil”, ressaltou Miragaya.

Para o reitor do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), Getúlio Américo, “essa grande pesquisa também servirá de base para discussões nas universidades do DF, pois trata de forma abrangente a população do DF, desde a realidade econômica até a questão social.”

Observatório – A apresentação desses resultados marca também a primeira atividade oficial do Observatório de Equidade do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Distrito Federal (CDES-DF), presidido pelo governador Agnelo Queiroz. Os trabalhos do Observatório, instância do conselho que responde às demandas sobre dados para subsidiar debates, são coordenados por um comitê técnico com representantes de instituições como Codeplan, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Universidade de Brasília (UnB), Universidade Católica de Brasília (UCB) e UniCEUB.

A partir da divulgação completa da pesquisa, serão realizados seminários com os dados da PDAD nas instituições que compõem o comitê técnico. Cada seminário tratará sobre temas debatidos nos grupos de trabalho do conselho: Saúde, Educação, Transporte e Desenvolvimento Econômico e Combate às Desigualdades Sociais.

Também estiveram presentes na divulgação da versão final da PDAD o secretário de Planejamento e Orçamento, Luiz Paulo Barreto; o reitor da UCB, Cícero Ivan Gontijo; o gestor do Comitê de Desenvolvimento Social, Max Maciel; e a representante do Ipea, Luciana Acioly.

Fonte: Agência Brasília

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br