Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/06/15 às 21h13 - Atualizado em 29/10/18 às 11h48

Quintas Codeplan debate os “Indicadores de Políticas e Serviços”

O Quintas Codeplan, espaço de debate, tem a proposta de trazer assuntos que fazem parte da agenda do Governo, da Codeplan e da sociedade e já alcança a quarta edição. Contou com a presença de vários representantes das esferas local e federal.

“A Companhia deve perseguir na continuidade do projeto. Assim, temos feito por meio da parceria com gestores das várias esferas do governo”, afirmou o presidente da Codeplan, Lucio Rennó, ao abrir espaço para a palestra do Quintas Codeplan, na tarde do dia 25.

Antes da apresentação, Rennó destacou a importância do trabalho desenvolvido pelo secretário de Avaliação e Gestão da Informação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Paulo de Martino Jannuzzi, palestrante do evento.

O que são indicadores? Quais os tipos e como avaliar esses indicadores? O que quantificar? O que medir? Por que quantificar/medir? Para que quantificar/medir? Como quantificar/medir? Com essas indagações, Paulo Jannuzzi iniciou a palestra. “Temos vários Indicadores: para o PPA – Plano Plurianual – para Cartas de Serviços e Planejamento Estratégico. Esses são apenas alguns exemplos de indicadores dos muitos que temos para avaliar as políticas públicas”, apontou o palestrante.

“A Codeplan é uma instituição muito importante para elaboração de políticas públicas, enfatizou Jannuzzi, ao agradecer o interesse da Companhia em debater a temática.

Segundo o palestrante, políticas públicas não são projetos. Trata-se de um empreendimento complexo que visa a atender a uma problemática social. São propostas feitas pelos Poderes e por operadores na ponta.

Contextualizando o indicador social, Paulo Jannuzzi formulou três perguntas: aonde pretende-se chegar? O que queremos equalizar? E quais são as metas? Com a divulgação de índices regionais, nacionais e supranacionais com a comparação das condições de vida entre os países, ele disse que ocorreu, na década de 70, grande avanço na produção de indicadores sociais patrocinados por organismos nacionais e internacionais, como a ONU, OCDE, PNUD, OMS, e que, no Brasil, iniciou-se com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, a PNAD.

Conceituando políticas públicas, Jannuzzi frisou que os indicadores são instrumentos que permitem identificar, medir aspectos relacionados a um determinado conceito, fenômeno, problema ou resultado de uma intervenção na realidade. “É uma forma de mensurar determinado aspecto de uma realidade dada, ou seja, situação social, ou construída – ação de governo – de maneira que se tornem operacionais a sua observação e avaliação”.

Ciclo de vida das Políticas Públicas

Com relação ao ciclo de vida, disse que é um esquema de visualização e interpretação que organiza a vida de uma política pública em fases sequenciais e interdependentes.

De acordo com o que se pretende medir, o momento da coleta é essencial para melhor captação do fenômeno. Os indicadores devem ser de fácil obtenção, construção, manutenção, comunicação, que seja entendido pelo público em geral, interno ou externo, e ter periodicidade, completou o palestrante.

Confira a apresentação aqui

Assista o debate pelo Link.

Reportagem: Eliane Menezes
Fotos: Toninho Leite

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br