Governo do Distrito Federal
1/06/22 às 19h23 - Atualizado em 1/06/22 às 19h30

Mais oito cidades puderam se enxergar nesse que é o maior raio x da população do DF

COMPARTILHAR

A Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílio apresentou nesta quarta-feira (1/6) as principais características UPT Central Adjacente 2

 

A terceira apresentação do ciclo de sete visitas da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílio (PDAD) às cidades trouxe à luz mais contrastes entre as populações. Dessa vez, a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) desembarcou com seu cartapácio de informações na Administração Regional do Núcleo Bandeira para levar aos moradores daquela cidade, juntamente com Águas Claras, Guará, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo, Setor de Indústrias e Abastecimento (SIA), Setor Habitacional Arniqueira, Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (SCIA) e Vicente Pires um raio x da sua própria comunidade.

 

Os números de uma pesquisa não são matemática exata. No caso dessas regiões que compõem a Unidade de Planejamento Territorial (UPT) Central Adjacente 2 mais ainda. Se compararmos a distância de Águas Claras e a Estrutural para o centro da capital federal, que é o Plano Piloto, por exemplo, isso fica mais claro.

 

Apesar de ficar mais distante geograficamente, a população de Águas Claras é que mais se aproxima do Plano Piloto em alguns aspectos levantados pela pesquisa. Enquanto, por exemplo, 80,2% dos respondentes de Águas Claras afirmaram ter contratado um plano de saúde, na Estrutural apenas 5% destes mesmos moradores disseram possuir o benefício particular.

 

Enquanto 9% dos moradores de Águas Claras abordados pela Codeplan revelaram utilizar ônibus, na cidade Estrutural essa média chega a quase metade dos entrevistados, ou seja, mais de 46%.

 

Outros dados díspares entre as duas localidades referem-se à escolaridade. Enquanto em Águas Claras o grupo de pessoas entrevistadas pelo levantamento que afirmou possuir nível superior é quase a totalidade (78,4%), na Estrutural, esse índice é puxado para baixo. Apenas 4,6% confessaram que concluíram alguma graduação superior.

 

Talvez esse dado ajude a entender por que a renda bruta média do trabalho principal deixa uma distância ainda mais abissal entre Águas Claras e Estrutural. Segundo a PDAD, a média na primeira cidade é R$ 7,3 mil, enquanto na Estrutural esse trabalhador ganha em média um pouco mais que o salário mínimo (R$ 1,3 mil).

 

As duas regiões são ficam ombreadas quando a pesquisa afere as questões ligadas à infraestrutura e serviços públicos. Segundo a percepção de aproximadamente 70% dos moradores da Estrutural, a maioria das ruas da cidade são asfaltadas, possuem calçadas e um policiamento ostensivo.

 

A PDAD é o raio x do Distrito Federal realizado a cada dois anos e traz um diagnóstico completo da capital, com suas 33 regiões-administrativas. Foram visitados mais de 30 mil domicílios a fim de coletar informações quanto aos aspectos de migração, demográficos, condições sociais e econômicas, situações de trabalho e renda. A PDAD é a principal fonte de informação para o Governo do Distrito Federal subsidiar suas políticas públicas e oferecer uma melhor qualidade de vida aos brasilienses.

 

Confira neste site o relatório completo destas e das outras cidades da UPT Central Adjacente 2. O próximo encontro será daqui a uma semana. No dia 8 de junho. Como de costume, numa quarta-feira.

 

Matéria: Ary Filgueira, Assessoria de Comunicação Social da Codeplan

Foto: Ary Filgueira, Assessoria de Comunicação Social da Codeplan

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br